LASCOU: Dono de jato que matou Campos fecha delação; VEJA!

0

O empresário João Carlos Lyra Pessoa de Melo Filho, apontado como operador de propinas do PSB e de campanhas políticas do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) – falecido em um acidente aéreo durante a campanha presidencial de 2014 – firmou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF) dentro do escopo da investigação da Operação Turbulência. O depoimento de Lyra, que se apresentou formalmente como o único comprador da aeronave, poderá implodir parte da cúpula do PSB uma vez que tem o potencial de alcançar governadores, senadores, deputados e prefeitos.




Além de Lyra, os empresários Eduardo Freire Bezerra Leite e Apolo Santana Vieira também fizeram acordos de delação com o MPF. Os três foram investigados em função do arrendamento do avião Cessna Citation PR-AFA que caiu em Santos (SP) e matou Campos e todas as demais pessoas que viajavam na aeronave. Ao investigar a propriedade do avião, os investigadores chegaram a uma rede de empresas de fachada que eram empregadas para lavar dinheiro de origem ilícita.



você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.