LUANA PIOVANI: Mulher de Gelo; CONFIRA!

0

Sou Psicopedagoga Clínica e trabalho como a maioria dos brasileiros.

Sempre admirei seu trabalho como atriz, mas, confesso que sua declaração mexeu comigo, pela crueldade de suas palavras e pela frieza dos seus sentimentos, em não se comover com a morte de uma mãe, esposa, de uma mulher que sempre lutou pelo bem comum. Agora, o mais revoltante, foi sua indignação ao ver o esposo de dona Marisa, o ex- presidente Lula, chorar pela perda de sua companheira.

Enquanto isso, o Brasil estava chocado com a morte da ex- primeira- dama e solidário com a dor do ex- presidente que perdia o seu grande amor e que no seu coração estava uma lacuna impreenchível.

Que pena! Você faz tanto teatro e encenações, através de personagens, que não acredita nos verdadeiros sentimentos dos semelhantes. Certamente, os personagens estão impregnados em sua alma e por isso tenha perdido o verdadeiro sentido da solidariedade humana.

Quando uma pessoa expressa diariamente sentimentos odientos pelo próximo, é sinal que precisa de oração.

Para finalizar, e quem sabe, refrigerar a sua alma, me utilizo de uma mensagem do Papa Francisco: “Quando você comemora a morte de alguém, o primeiro que morreu foi você mesmo”.

Não sei se você chegou à zombar da morte de Marisa propriamente, mas indiretamente sim, pois aproveitou- se da fragilidade do seu esposo e das palavras sinceras pronunciadas pelo mesmo, para zombar e distorcer um sentimento verdadeiro.

Atenciosamente: Eliana Marques

Psicopedagoga Clínica

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.