Lula se diz perseguido por governo e detona Receita Federal

1

O Instituto Lula divulgou uma nota sobre a suspensão pela Receita Federal da isenção fiscal do ano de 2011 da entidade. O texto aponta que a notificação, entregue em 30 de agosto desse ano, “questiona despesas que representam apenas 2,74% das receitas (doações) auferidas pelo Instituto Lula no ano de 2011”.

“Todas as despesas mencionadas na notificação da Receita Federal estão comprovadas por documentos, que foram fornecidos pelo Instituto Lula ao referido órgão durante o processo de fiscalização”, reforça a nota, que que cita despesas questionadas pela Receita nos valores de R$ 140 ou de R$ 60 relativas ao pagamento de seguro-viagem de Paulo Okamoto e de Clara Ant, ambos diretores do instituto, “o que demonstra uma clara tentativa de ferir a qualquer custo a imagem do ex-presidente”.

“O Instituto Lula não é utilizado para outros propósitos, nem tampouco concede ou propicia qualquer tipo de benefício ao ex-presidente”, defende ainda a entidade, que diz que a suspensão pela Receita Federal “é ilegal e o Instituto Lula apresentará recurso às instâncias superiores”. A nota lembra ainda que o processo corre sob sigilo e critica os “seguidos vazamentos ilegais feitos por funcionários públicos para a imprensa”.

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. browse around this site Diz

    I simply want to tell you that I am just new to blogging and definitely liked this web blog. Almost certainly I’m going to bookmark your blog post . You really come with remarkable article content. Thanks for revealing your webpage.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.