Maia e Temer se reuniram e decidiram sobre PEC da Morte;

3

O presidente Michel Temer e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se reuniram na noite deste domingo para tratar da articulação para a segunda votação na Casa da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que cria um teto para os gastos públicos. O secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Moreira Franco, que é sogro de Maia, também participou do encontro no Palácio do Alvorada, residência oficial da Presidência da República.

Em entrevista antes do encontro, Maia disse acreditar que a aprovação da PEC do Teto com uma boa margem de votos representa uma sinalização importante para as demais reformas que o governo pretende realizar. “O importante é ter um resultado forte que mostre que temos condições de caminhar para outras reformas”, disse. O governo trabalha para que, na votação em segundo turno, a PEC seja aprovada com mais do que 366 votos favoráveis, placar da primeira votação. Com informações do Estadão Conteúdo.

você pode gostar também Mais do autor

3 Comentários

  1. Geraldo Diz

    Estse site É VISIVELMENTE COMUNO LULISTA e ANTI BRASIL.
    Deixa claro ser contra as reformas q podem TIRAR O BRASIK DO BURACO QUE O LULO DILMA OETISMO COLOCOU A NACAO AO BUSCAR AKEM DO ENRIQUECIMENTO PESSOAL ILICITO , RESERVAS FINANCEIRAS PARA TIRADAS DOS COFRES PUBKICIS PARA INSTALAR A DITADURA CORRUPTO COMUNO PETISTA CUBANA ALMEJADA PELO LULARAPIO

    1. Crisanto Diz

      Geraldo, você não sabe o que fala, tenho muito dó de você…

    2. Cida Diz

      Você naturalmente deve ser um cidadão privilegiado e graças a Deus ainda não precisou do sistema único de saúde(SUS) e universidades publicas ou escolas, também não é aquela pessoa que usa os serviços sociais, pois se você fosse uma pessoa que usasse esse sistema, com certeza não estaria falando essa sandice! Meu caro Geraldo, tenho pena de pessoas que pensam como você pelo simples fato de achar que são ignorantes e desenformado. Sua opinião é muito importante para sociedade, mas como tenho direitos também de expressar a minha, fica aqui minha repulsa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.