MAIS FALCATRUA: Ministro da Saúde Ricardo Barros fez negócio 15 vezes maior que seu patrimônio

0

Com patrimônio declarado de R$ 1,8 milhão, o ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR), adquiriu, em 2014, metade de um terreno de R$ 56 milhões em Marialva (PR). Em 2015, na condição de deputado, ele apoiou a liberação de R$ 450 milhões da União para a construção de uma rodovia de 32 km que passa a 3 km do terreno.

A emenda havia sido apresentada pela bancada de parlamentares do Paraná, que incluía a mulher do ministro, a então deputada federal Cida Borghetti (PP), hoje vice-governadora do Estado e sócia dele na compra da propriedade. Para comprar sua parte, Barros usou duas empresas, a MRC e a RC7, com um capital social de R$ 10 mil cada. Elas foram criadas em outubro de 2013 e maio de 2014 em nome dele e da mulher.

“O montante emprestado é atípico. Você cria uma empresa de R$ 10 mil para montar uma lojinha, um carrinho de cachorro quente, não para comprar um imóvel de mais de R$ 50 milhões. Não é comum no mercado”, disse o presidente do Instituto dos Auditores Independentes do Brasil, Idésio Coelho.

Indagado sobre como conseguiu comprar metade de uma propriedade de R$ 56 milhões, Barros respondeu, por meio da assessoria, que usou o empréstimo de R$ 13 milhões da empresa Paysage, sócia dele na aquisição.

As informações são de reportagem de Rubens Valente na Folha de S.Paulo.

“A emenda de R$ 450 milhões chegou a ser incluída na previsão de gastos do Executivo de 2015, mas depois foi congelada em razão do ajuste fiscal.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.