MEC diz que 70 suspeitos de fraude faltaram às provas do Enem

0

Durante entrevista coletiva sobre a segunda aplicação do Enem, na noite deste domingo (4), o ministro da Educação, Mendonça Filho, disse que a Polícia Federal (PF) monitorava 70 suspeitos de fraude que não compareceram à segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016.

“A gente tinha 70 pessoas hoje, que fariam a prova do Enem sob suspeita, mas elas sequer compareceram às provas, porque ficaram com medo do que ocorreu no primeiro Enem, com alguns presos em flagrante”, disse Mendonça Filho.

O ministro afirmou ainda que 16 alunos, que fizeram as provas do Enem em 2013 e 2014, serão expulsos dos cursos que frequentam atualmente em universidades. Eles teriam se beneficiado de esquemas de fraudes naquelas edições. As informações são do G1.

Mendonça Filho também abordou a investigação de fraude na edição deste ano do exame, que foi parar até na Justiça, com um pedido do Ministério Público Federal para cancelar as provas. Segundo o ministro, o vazamento comprovado pela PF foi localizado.

“A rigor foi algo localizado, foi detectado a partir de um processo de investigação com base na atuação da Polícia Federal e dados do Inep. Se porventura o Inep não tivesse a atuação que teve, com um mapa de possíveis suspeitos e toda uma estratégia. Evidentemente que os resultados no que diz respeito ao combate à fraude, ou tentativa de fraude, talvez não fossem do conhecimento público [caso o Inep não monitorasse pessoas suspeitas]”, afirmou Mendonça Filho.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.