Moro decide manter Cunha preso e aproveita para aparecer na mídia usando nome de Teori; VEJA!

1

Sérgio Moro, da Lava Jato, negou nesta sexta-feira 10 um pedido feito pela defesa do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha de revogação de prisão.

Em seu despacho, Moro disse que não será ele a trair “o legado de seriedade e de independência judicial” do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, que morreu em janeiro em um acidente aéreo.

“É a lei que determina que a prisão preventiva deve ser mantida no presente caso, mas, na esteira do posicionamento do eminente e saudoso Ministro Teori Zavascki nos aludidos julgados, não será este Juízo que, revogando a preventiva de Eduardo Cosentino da Cunha, trairá o legado de seriedade e de independência judicial por ele arduamente construído na condução dos processos da Operação Lava Jato no âmbito Supremo Tribunal Federal, máxime após a referida tentativa feita pelo acusado de intimidar a Presidência da República no curso da ação penal”, escreveu o juiz em sua decisão.

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. Goethe-Br Diz

    …-não desacredito de quem me contou…mas custo a acreditar que, o “Chefe Cunha”, tenha pressa em sair da sua aconchegante “prisão”…ele ainda não concluiu a sua representação !…-Goethe-Br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.