NOVA CONFUSÃO: Advogado de Lula a Moro, ‘Vossa excelência não é um juiz, é um inquisidor”; VEJA!

5

José Sérgio Gabrielli, ex-presidente da Petrobras, prestou depoimento nesta segunda-feira (13), como uma das testemunhas do ex-presidente Lula na ação que investiga o caso do tríplex. Segundo o G1, a defesa do petista acusou o juiz Sérgio Moro de fazer “perguntas de um inquisidor, e não as perguntas de um juiz”.




Como lembra a reportagem do portal, o Ministério Público Federal (MPF), foram pagos a Lula o equivalente a R$ 3,7 milhões como propina, através de três contratos com a OAS. O depoimento de hoje foi feito por videoconferência de Salvador (BA).

O desentendimento entre Moro e a defesa de Lula ocorreu quando surgiu a pergunta sobre a razão pela qual Nestor Cerveró foi substituído por Jorge Zelada na diretoria internacional da Petrobras. Estavam presentes, em Curitiba, três advogados de Lula: Cristiano Zanin Martins, Juarez Cirino dos Santos e June Cirino dos Santos. Além deles, os advogados do ex-presidente da Construtora OAS, André Szesz e Flávia Penna Guedes Pereira; os advogados do presidente do Instituto Lula Paulo Okamotto, Anderson Bezerra Lopes e Vinicius Ferrari de Andrade; o advogado de Sylas Kok Ribeiro, representando Roberto Moreira Ferreira, ligado à OAS.




Confira o trecho completo do diálogo:

Defesa: Há um limite excelência.

Sérgio Moro: Eu estou fazendo as perguntas.

Defesa: Vossa excelência está insistindo.

Sérgio Moro: Eu estou fazendo as perguntas, doutor. Não estou induzindo a testemunha.

Defesa: É a quinta pergunta. Ele já respondeu.

Sérgio Moro: Eu ouvi pacientemente as perguntas da defesa e do Ministério Público, eu estou fazendo as minhas perguntas. Certo?

Defesa de Lula: Mas as suas perguntas são as perguntas de um inquisidor, e não as perguntas de um juiz.

Sérgio Moro: Doutor, respeite o Juízo.

Defesa: Vossa excelência respeite então a ordem processual.

Sérgio Moro: respeite o juízo.

você pode gostar também Mais do autor

5 Comentários

  1. Geriel Compri Diz

    Defender os indefensável é só para corruptos, quem é correto em suas análises nunca defende quem praticou crimes, é sabido e certo que os petralhas cometeram crimes e traição da Pátria, o rol de fatos é notório para qualquer pessoa simples.

  2. Luize Diz

    O sistema brasileiro de justiça é antiquado. Em nenhum país europeu o juiz que acompanha a investigação é o mesmo que julga o caso. A separação é para evitar o aspecto inquisitorial tão amado por Moro, mas que é um resíduo arcaico do sistema português. Só que Portugal…não o usa mais.

  3. jose carlos lima barbosa Diz

    Está claro que a Lava Jato e este Fura-Teto corrupto procura o Lula. Procura, procura, procura, mas não encontra seu crime. Justamente por causa dessa procura apaixonada é que a Lava Jato tem potencial para descobrir todos os crimes e corrupções realizadas por empresários e políticos em todo o Brasil.

    Onde houver indícios de maracutáia eles vão investigar para ver se há a possibilidade de botar o Lula no meio. E assim a Lava Jato vai limpando o Brasil. Vai limpar o planeta inteiro, a galáxia toda. Esse “juiz” e os “jornalistas” vendidos e arregados não desistem. Pela cabeça do Lula eles vão até o inferno e nem se tocam da bandeira que estão dando.

    1. Marcos Diz

      Tá com dó?? Adote.

    2. Marcos Diz

      Tá com dó??? Adote!!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.