PERIGO PARA O JUDICIÁRIO: Prisão de Lula sem base legal pode abalar estruturas da república no Brasil

10

Não existindo hoje qualquer base jurídica para uma prisão do ex-presidente Lula nas próximas horas, se confirmada a intensa boataria da noite desta sexta-feira, estará consumada, sem disfarces, a ruptura com o Estado de Direito e o mergulho na ditadura. Uma postagem de Eduardo Guimarães em seu “Blog da Cidadania” deixou em estado de alerta o vasto campo lulista, que ultrapassa as fronteiras do PT. Guimarães afirmou ter ouvido de fonte segura e fidedigna que a prisão de Lula já está decidida, podendo acontecer na segunda-feira ou em dias seguintes, com espetaculoso aparato e cobertura da mídia, que já estaria preparada para a eventualidade.

A postagem, compartilhada através de redes sociais, alimentou debates apreensivos sobre o que deveria ser feito: uma forte ação de resistênciam que já estaria sendo organizada pelos movimentos sociais, ou deveria Lula se exilar? Eduardo Guimarães reproduziu os argumentos que estariam justificando a prisão de Lula agora, logo depois do acolhimento de três denúncias contra ele: uma por Sergio Moro e duas por um juiz federal de Brasília. Neste momento, a população ainda está com muito ódio do PT, o que dificultará qualquer reação mais forte à eventual prisão. Depois, ainda não sentiu os efeitos nefastos do ajuste fiscal de Michel Temer, que virão com a aprovação da PEC do teto de gastos e as reformas previdenciária e trabalhista. Quando a população começar a ser castigada por estas medidas, cairá na real, vai se sentir lograda pelo golpe e pelo governo que derrubou o PT, passando a ver em Lula o candidato redentor em 2018. Por isso, seria preciso acelerar o processo para torná-lo inelegível. Moro o mandaria prender preventivamente agora e o condenaria num prazo bem curto, de modo que o julgamento em segunda instância ocorra ainda nos primeiros meses do ano que vem. Condenado, Lula continuaria preso, como manda a interpretação do STF, e já estaria inelegível para 2018.

A inelegibilidade de Lula é o que realmente importa para a coalizão no poder, composta por PMDB, PSDB e DEM, além dos partidos satélites. Eles não “fizeram o diabo”, deram um golpe, afastaram uma presidente eleita e estão implementando uma agenda ultra-conservadora para deixarem Lula ressurgir como candidato em 2018. Para manter as aparências do Estado de Direito, a prisão seria até nociva. A inelegibilidade já resolveria o problema de deixar a esquerda praticamente alijada da disputa, facilitando a eleição de um candidato da coalizão golpista. No PT, o deputado Paulo Pimenta é cético em relação à possível prisão agora:

– Uma prisão de Lula, sem base jurídica, será a consumação indiscutível do Estado de Exceção e negação escancarada do Estado de Direito. A Lei não pode ser manipulada para servir de arma contra um cidadão só porque alguns agentes do Estado o elegeram como inimigo político número um.

Mas alguns sinais estão no ar, corroborando a hipótese de Eduardo Guimarães. O acolhimento das denúncias em serie pode ter sido usado como tática para medir eventuais reações a uma prisão. Fernando Henrique, certamente muito bem informado, resolveu dizer que lamenta uma eventual prisão de Lula mas que “a decisão é da Justiça”. A mídia tem procurado os movimentos sociais para saber se, em caso de prisão, haverá reação. A CUT e o MST têm dito que sim. Haveria até um plano para invadir a carceragem de Moro e tirar Lula de lá.

A Lava Jato, como já aprendemos, gosta de datas simbólicas. Há quem pense que a prisão pode estar sendo preparada para o dia 27, data do aniversário de Lula. Seria muito maldade mas coisas parecidas já foram feitas contra o PT: ações espetaculares em datas especiais, como o aniversário do partido.

E o exílio? Muita gente acha que Lula, já tendo levado seu caso à apreciação da Comissão de Direitos Humanos da ONU, deveria pedir asilo numa embaixada antes que seja tarde. Para o Brasil, diante do mundo, seria um desgaste, uma vergonha. Pois ainda que não seja agora, Lula acabará sendo julgado e preso. Sua defesa tem denunciado que ele é vítima de “low fare”, a tática de torcer a lei para atingir o inimigo público, não importando os fundamentos da acusação. Seria uma denúncia grave numa democracia, numa sociedade sadia, que ainda se preocupasse com a efetiva aplicação da Justiça. Não aqui, nesta terra devastada pela mistura entre o ressentimento da maioria com os políticos em geral, o disseminado pelo anti-petismo e a determinação de um grupo em conservar o poder que conquistou pelo golpe parlamentar.

você pode gostar também Mais do autor

10 Comentários

  1. Carlos Trannin Diz

    Os crimes de colarinho branco, praticados por altas autoridades, não serão investigados se não houver transparência e engajamento da população. É uma lição mundial. Prepostos do Partidos dos Trabalhadores e de seus aliados (PP e PMDB) fizeram delação premiada, corroborada com vasta documentação do exterior e do Brasil e chegaram a devolver quantias de 100 milhões de dólares (imagine o que pode não ter devolvido). O PT é o foco porque estava no poder, assim como Collor foi o foco quando estava no poder. Paulo Ferreira, ex- tesoureiro do PT, preso, Delúbio Soares, ex- tesoureiro do PT, preso, Vaccari, ex- tesoureiro do PT, preso, Dirceu, ex-presidente do PT, preso, José Genuíno, ex-presidente do PT, preso. Lula será preso, já responde por três inquéritos, Dilma só pode ser investigada por crimes comuns a partir de agora. O PT decidiu negar tudo. Mandou para o inferno os corruptos da base aliada e chamou de guerreiros do povo brasileiro seus próprios bandidos, que eram presos com o punho cerrado levantado, em sinal de luta. Felizmente muitos socialistas, que lutaram ou derramaram sangue pela causa estão denunciando Lula e os crimes do PT. Lenin deve ter virado no túmulo. Muitos socialistas abandonaram o ideais socialista e hoje são críticos da ideologia marxista, como Rinaldo de Azevedo da Jovem Pan, ou Miriam Leitão da Rede Globo, que foi torturada física e psicologicamente por ser comunista em 1972. Fernando Gabeira, que foi companheiro de Dilma e recebeu um tiro pelas costas é um dos que hoje denunciam o estado de negação e o marketing ideológico tosco das esquerdas do Brasil. É um estado de cegueira ideológica, de fanatismo muito triste mesmo.

  2. AMARILDO Diz

    NA MINHA OPINIÃO JÁ PASSOU DA HORA DE ALGUÉM DO PT ENCHER A CARA DO MORA DE TAPA , E ATACAR SUA FAMÍLIA COMO ELE FAZ COM A DO LULA , GARANTO QUE SE PEGAREM ALGUÉM DA FAMÍLIA DELE , DALLAGNOL OU DOS MARINHOS ESSES GOLPISTAS IRÃO PENSAR MIL VEZES ANTES DE DESCUMPRIR A CONSTITUIÇÃO DO BRASIL PARA CONTINUAREM COM ESSE GOLPE DE ESTADO , ESTÃO DANDO MUITA MOLEZA PARA ESSE JUIZINHO GOLPISTA .

  3. Francisco fernandes Diz

    Que pena que a prisão de Lulla seja iminente, porque ele e sua corja ja deveriam ter sido presos há muito tempo.

    1. Andre Diz

      Vamos ver se vc vai pensar assim daqui alguns anos com esse governo fascista governo de filho da puta igual a você

    2. Zeca Diz

      Vai otario. Fica tocando panela para o 1% da populacao. Vai terminar sem carteira de trabalho, sem FGTS, sem ferias de 30 dias, sem 13 salario. E quando morrer nao va ter visto um centavo de aposentadoria. Prepara o lombo otario, pois a vida nao perdoa burrice. Agora sim voce tem um governo honesto com MiShel Temer, Eliseu Quadrilha, Moreira Falso, Ze Serra do Texas etc. Apedeuta de merda quando descobrir o quanto analfabeto politicamente voce e ja vai ser tarde demais.

  4. edivaldo de sousa rocha Diz

    País sem justiça um país sem lei cujo os empresários e a Midia bancam esse grande golpe contra a democracia brasileira coisa que ja nao existe mais.tenho vergonha de ser brasileiro…

  5. Célia Chaves Diz

    A frase correta é: “conservar o poder que usurpou pelo golpe parlamentar”.

  6. Célia Chaves Diz

    A frase “conservar o poder que conquistou pelo golpe parlamentar” é contraditória. O correto é: “conservar o poder que usurpou pelo golpe parlamentar”.

  7. José Aloisio de Araujo Diz

    Sinto cheiro de guerra civil no Brasil. Acho que algumas “autoridades” não se sentem suficientes com a violência urbana, desejam incitar uma guerra civil.

  8. Luiz Fernando Cassilhas Volpe Diz

    Estamos nos transformando em um País, cuja justiça virou espetáculo e a violação da constituição reproduzindo o aplauso de um povo analfabeto politicamente. A exceção está vencendo. Não importa o meio, importa apenas o fim. Degradante o papel desempenhado pelo STF nesse espetáculo. Vergonha de ser brasileiro, especialmente quando a mídia dita as regras.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.