RODA VIVA: Imprensa internacional define entrevista de Temer, “Churrascão de amigos”

1

247 – Em um texto intitulado “Fofocas, gargalhadas, romance e diversão de montão: as estrelas da mídia encontram seu Presidente”, divulgado no site The Intercept, os jornalistas Glenn Greenwald e Thiago Dezan comentam a entrevista de Michel Temer a figurões da grande mídia no programa Roda Viva, da TV Cultura.

“A lista de jornalistas escalados para a entrevista foi bizarra, mas previsível. Quando um presidente empossado é entrevistado somente por veículos que defenderam o processo de impeachment que o levou ao poder, é invitável que a conversa decorrente mais se assemelhe a um churrasco animado entre amigos do que uma entrevista contenciosa”, afirmam.

Greenwald se espantou com a falta de profissionalismo da imprensa brasileira, que se comportou de forma submissa em relação ao entrevistado, e criticou diretamente a postura de Eliane Cantanhêde, que sugeriu que criticar Temer significa trabalhar contra o Brasil. “Fútil e constrangedor”, disse.

Para o jornalista norte-americano, questões centrais foram ignoradas na entrevista, tais como os meandros da conspiração do impeachment e o fato de Temer ser ficha suja. “Foi preciso assistir à entrevista diversas vezes para crer no que os olhos viam. Com o passar dos minutos, ficava cada vez mais claro que o político e os jornalistas, que evidentemente o adoram, se inclinavam a um terno abraço coletivo”, diz ainda Greenwald e Dezan.

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. Reinaldo Alves da Silva Diz

    O que eu posso falar desta porcaria d imprensa de jornalistas meia boca e safada , que houve uma confraternização pelo apoio ao golpe aplicado não apenas na Dilma mas diretamente na constituição ou que foi mais um circo dos horrores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.