STF VAI DECIDIR: Arrependido e com medo da Lava Jato acabar com Temer, Janot já antecipa e quer Cunha preso; SAIBA!

0

O Ministério Público Federal (MPF) disse ser contra ao pedido de revogação da prisão de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), protocolado pela defesa do deputado cassado na Justiça Federal do Paraná, logo após o depoimento dele ao juiz Sérgio Moro.

Para o MPF, de acordo com o G1, Cunha responde a um processo que vem da Operação Lava Jato, na Justiça Federal do Paraná, que está longe de acabar.

“Ao contrário do que alegado pela defesa no pedido de liberdade, as investigações em face de Eduardo Cunha estão longe de acabar. Pela magnitude, habitualidade e gravidade em concreto dos crimes cometidos pelo requerente sua liberdade representa sério risco à instrução processusal dos crimes ainda não denunciados, à aplicação da lei penal e a garantia da ordem pública”, disse o Ministério Público.

Cunha está preso desde o dia 19 de outubro, sob a acusação de receber propina em contrato da Petrobras.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.