Temer/PSDB irão diminuir a pensão das viúvas, mais de 4 milhões de famílias afetadas

3

A desvinculação das pensões por morte do salário mínimo, proposta na reforma da Previdência de Michel Temer, deve atingir mais da metade dos beneficiários do sistema, número próximo de quatro milhões de pessoas; Com a mudança, pensionistas poderão passar a ganhar menos do que a remuneração mínima em vigor no país; tendência é que o valor seja corrigido pela inflação, mas o aumento poderá deixar de ser anual, como atualmente é praticado na correção do Bolsa Família; com isso, a elevação do benefício passará a ser feita conforme a margem fiscal do governo federal

247 – A desvinculação das pensões por morte do salário mínimo, proposta na reforma da Previdência de Michel Temer, deve atingir mais da metade dos beneficiários do sistema, número próximo de quatro milhões de pessoas. Cerca de 55% dos 7,41 milhões de pensionistas ganham até um salário mínimo e, com a mudança, podem passar a ganhar menos do que a remuneração mínima em vigor no país. A tendência é que o valor seja corrigido pela inflação, mas o aumento poderá deixar de ser anual, como atualmente é praticado na correção do Bolsa Família. Com isso, a elevação do benefício passará a ser feita conforme a margem fiscal do governo federal.

O levantamento e as informações são do Valor.

“A partir da aprovação da reforma, o governo vai editar um projeto de lei para definir como será o reajuste desses benefícios, que deixarão de acompanhar o piso salarial.

Para os novos pensionistas, o valor mínimo da pensão deixará de ser o mesmo que o salário mínimo porque a reforma propõe a divisão do benefício em uma cota familiar de 50% e distribuição do restante entre os dependentes na proporção de 10% para cada um até o limite de 100%, explica Arnaldo Lima, diretor do Departamento de Assuntos Fiscais e Sociais do Ministério do Planejamento. A reforma acaba com a pensão integral para quem perder o cônjuge, criando situações na qual uma viúva, sem filhos, pode acabar recebendo apenas 60% do salário mínimo. Hoje, ela receberia um mínimo.

A regra da cota familiar, assim como o fim do acúmulo de benefício, atingirá apenas novos pensionistas. Porém, a desvinculação do reajuste do mínimo com o estabelecimento de um novo índice de reajuste para as pensões acabará pegando todos os beneficiários.

“Vai dar um valor baseado na composição familiar. Quem tem mais filhos vai receber mais. Como nosso piso será de 60%, ele já está acima das melhores práticas internacionais. Na grande maioria das vezes, o benefício estará próximo do salário mínimo”, disse Lima.

A retirada de cena do salário mínimo como indexador e piso das pensões cria a situação na qual, para receber esse valor, a família precisa ter, além da mãe (ou pai), quatro filhos, por conta da definição de adicional de 10% por dependente. Segundo Lima, a mudança na regra vai, na verdade, elevar a progressividade do sistema.”

você pode gostar também Mais do autor

3 Comentários

  1. Nilda de moura Diz

    Eu acho isso uma vergonha NACIONAL. Os grandes, ladroes, CORRUPTOS eles não mexem em nada, agora do que ganha um salário mínimo eles mexem. Eles mesmo ROUBARAM, TIRARAM TUDO DO BRASIL, JOGARAM O BRASIL NO LIXO, E NAO FOI OS ASSALARIADOS QUE ROUBARAM BRASIL, QUE SAO CORRUPTOS, MAS SAO ESSES INCOMPETENTES QUE ESTAO A FRENTE DO BRASIL QUE ACABARAM COM O DIREITO DO ASSALARIADO, DO POBRE, ENTAO, REALMENTE ESSE GOVERNO PODRE, DE VERGINHA, QUER É ACABAR COM O PIBRE, COMO TTABALGADOR,COM OS NECESSITADOS, E COM O SALARIO DELES, ELES NAO MEXEM, SE POSSIVEL AUMENRAM. ONDE VAMOS PARAR? PORQUE ESSE POVO NAO SE UNE,ENTRA LA, E MOSTRAPRA ESSE TEMER QUE ELE NAO É NINGUEM, QUE NAO PODE EXTINGUIR COM O TRABALHADOR, COM AQUELES QUE DE FATO TRABALHAM. #FORA TEMER, FORA #TEMER

  2. Oscar Polezello Diz

    Vejam quem será afetado? Os beneficiários de 1 salário mínimo e não das gordas pensões de políticos e militares das FAs. Absurdo que um pobre miserável que ganha 1 salário mínimo tenha que pagar quase a metade do rombo da Prev. Social causado pelos fardados das FAs.

  3. Simone Diz

    UM COMPLETO ABSURDO DESRESPEITO TOTAL para com as pensionistas deste Governo corrupto, desonesto, temos que impedir tal crueldade!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.