TSE determina quebra de sigilo que pode cassar Temer; ENTENDA!

5

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Herman Benjamin, relator do processo que pode levar à cassação da chapa vitoriosa de Dilma Rousseff e Michel Temer nas eleições de 2014, determinou nesta quinta-feira, 13, a quebra do sigilo bancário das gráficas Red Seg Gráfica, Focal e Gráfica VTPB. A informação foi confirmada à reportagem por fontes que acompanham a investigação.

A perícia realizada por técnicos do TSE em gráficas que prestaram serviços à campanha eleitoral que elegeu Dilma e Temer afirmou não ser possível afastar “desvio de finalidade dos gastos eleitorais para outros fins que não o de campanha”. Essa foi a conclusão registrada na análise dos documentos apresentados por Focal, Gráfica VTPB e a Red Seg Gráfica.

A colheita de provas para a ação proposta pelo PSDB que investiga se houve abuso de poder político e econômico pela campanha vencedora foi autorizada em abril.

No caso da Focal, que recebeu quase R$ 24 milhões, o laudo do TSE diz que “em que pese se tratar de uma empresa que prestou serviços à uma campanha nacional para a Presidência da República, foram encontradas diversas inconsistências nos registros contábeis da empresa”.

A perícia encontrou problemas na emissão de notas fiscais e na subcontratação de outras empresas para o fornecimento de bens e serviços à chapa presidencial eleita em 2014.

Quanto às notas fiscais, o documento afirma que o “cancelamento posterior das notas, sem o correspondente registro de estorno ou de devolução dos recursos, pode representar uma simulação de prestação de serviços, a fim de justificar o recebimento de recursos, em espécie ou por meio de conta bancária”.

Os peritos também apontaram que “identificou-se a utilização da mesma ordem de serviço referenciadas nas notas fiscais, contendo o mesmo objeto e quantidades a serem produzidas, utilizadas em várias notas fiscais de venda sequenciais e emitidas na mesma data”.

Também não foram identificadas a documentação fiscal referente à subcontratação das empresas.

Quanto à Gráfica VTPB, o laudo aponta que apenas 21,5% das receitas contabilizadas obtidas com as vendas de produtos foram comprovadas por notas fiscais.

A Red Seg Gráfica, por sua vez, não teria apresentado todos os documentos requeridos pela Justiça Eleitoral e que são necessários para resposta dos quesitos pontualmente identificados.

você pode gostar também Mais do autor

5 Comentários

  1. check it out Diz

    I simply want to say I am beginner to blogging and certainly liked you’re web-site. Most likely I’m want to bookmark your blog . You surely come with superb posts. Kudos for sharing your web site.

  2. Diana Diz

    tudo dentro do scrip ! nada novo, segue o enterro do Brasil ! PSDB sem voto no poder e a vinganca contra o nordeste a vista!

  3. Anselmo Soares Diz

    Jogo de cena. O Traíra MiShell Pinóquio só desocupa a moita em 2017. Se desocupar em 2016 terão que disputar a eleição no voto popular e por enquanto não faz parte dos planos da Quadrilha disputar o voto popular. Então finjamos que estamos num parlamentarismo e elejamos o nosso Playboy.

  4. Márcia Diz

    ESSES PILANTRAS QUE ESTÃO NO PODER E ACABANDO COM O BRASIL E OS BRASILEIROS TEM QUE SUMIR DO MAPA!!!! ESSE PSDB JÁ DEU O QUE TINHA QUE DAR, E LEVE PMDB, DEM, PPS, PP E O RAIO QUE OS PARTA TODOS JUNTOS!!!! SÃO OBRA DO DEMÔNIO!!!!

  5. Rita Cruz Diz

    Só vai ser cassado em 2017 para poder colocar alguém do psdb via indireta!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.