COLETIVA: Marun diz que vai à corregedoria da PF contra ‘vazamento canalha’

Em entrevista coletiva hoje, Carlos Marun prometeu entrar com representação e queixa-crime na corregedoria da PF e na PGR, pedindo apuração de responsabilidades por um “vazamento canalha” do qual se diz vítima.

Hoje, na nova fase da Operação Registro Espúrio, Helton Yomura foi afastado do cargo de ministro do Trabalho por ordem de Edson Fachin –ele é suspeito de envolvimento com o esquema que cobrava para emitir registros de sindicatos no ministério.

Relacionadas

Na solicitação a Fachin para deflagrar a nova fase, a PF também pediu busca e apreensão em endereços de Marun, mas o ministro do STF e a PGR entenderam não haver provas suficientes contra ele.

CLICK POLÍTICA com informações de Antagonista

você pode gostar também Mais do autor