COMO SE EXPLICAR? Antes de apoiar Bolsonaro, Janaína disse que não gostava ‘do tom’ do deputado

Hoje aliada do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), a advogada do impeachment Janaína Paschoal já fez críticas ao candidato no Twitter. Em um post datado de 24 de novembro do ano passado, Janaína chegou a dizer que não gostava “do tom” do deputado e que ele “haveria de cuidar mais de sua fala”. Os dois devem se encontrar nesta segunda-feira, 30, em São Paulo para discutir a possibilidade dela ser vice na chapa do deputado á Presidência da República.

“Eu sei que os filhos de Bolsonaro, às vezes, escrevem aqui. Isso muito me honra. Tenho grande respeito por toda a família, mas não gosto do tom do Deputado. Ele é idolatrado pelos meninos. Na condição de líder, haveria de cuidar mais de sua fala. Ando preocupada com isso”, afirmou na postagem de 24 de novembro de 2017.

Janaína recebeu diversas respostas de eleitores de Bolsonaro criticando sua manifestação. “Não se preocupe dra, os filhos de Bolsonaro falam exatamente a linguagem do povo brasileiro!”, disse uma. Já outro afirmou que Janaína “tinha acordado com o pé esquerdo” naquele dia. “Com todo o respeito, Bolsonaro não é idolatrado pelos meninos, ele é respeitado e admirado por muitos pais de família, que já cansaram da velha forma de fazer política!”, afirmou um usário da rede social.

Relacionadas

Em 12 de novembro do ano passado, Janaína voltou a mencionar Bolsonaro. Nessa publicação, ela afirmou que Bolsonaro precisava ponderar seu discurso e ouvir pessoas que pensam diferente. Foi o mesmo tom usado pela advogada no lançamento da candidatura do deputado.

“Se eu puder dar um conselho a Bolsonaro, digo que ele não deve contratar marqueteiro para sua campanha. Não queremos candidatos fake! Ele precisa ouvir pessoas que pensam diferente dele, para ponderar o discurso, não por votos, mas para o bem do país!”, afirmou no dia 12 de novembro.

Ao jornal O Estado de S. Paulo, Janaína afirmou que não vê estes tweets como críticas, “mas como conselhos” ao deputado. “Estão em consonância com o que eu falei na convenção. E, pelo que tenho observado, ele está cuidando dessas questões”, afirmou.

você pode gostar também Mais do autor