DECANO: Celso de Mello defende presunção de inocência, garantia de direitos e repudia “pressões externas” contra STF

Celso de Mello iniciou seu voto dizendo que o STF é um espaço “para proteção dos direitos fundamentais” e não pode se expor a “pressões externas”.

“A liberdade humana não constitui uma dádiva do poder. A liberdade traduz um dos mais expressivos privilégios individuais.”

Relacionadas

O decano defende “a presunção de inocência”.

CLICK POLÍTICA com informações de Antagonista

você pode gostar também Mais do autor