DIAS TOFFOLI: Ministro do STF é chamado de ‘traidor’ nas redes sociais depois de votar por Lula na cadeia; SAIBA!

Traidor, traidor, traidor, é a reação dos internautas nas redes sociais, após o voto do ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli , pela manutenção da prisão de Lula na tarde de hoje.




Dias Toffoli foi o segundo a votar, e na opinião de milhares de internautas, o ministro traiu a Constituição Federal, o Código Penal, seguiu a orientação do relator Edson Fachin, que é o maior inimigo de Lula no Supremo Tribunal Federal, segundo vários integrantes de grupos sociais.




Eles asseguram ainda em diversos grupos na Web, que Dias Toffoli deu uma demonstração clara de que resolveu vestir a camisa do partido da Globo e da Justiça, para trair o maior presidente de todos os tempos, Luís Inácio Lula da Silva.

Outros comentam na internet, que Lula e Dilma só nomearam traidores para o STF e Dias Toffoli resolveu usar a carapuça de Silvério dos Reis.

O ministro está sendo acusado de ter dado ideia à Fachin, para que procedesse com a votação eletrônica, pois ficaria melhor para fazer o jogo da Globo, já que Dias Toffoli temeria um confronto com o ministro Gilmar Mendes, que é contra a prisão em segunda instancia.

Relacionadas

O problema, segundo as redes sociais, seria um favor que Toffoli devia ao colega Gilmar. Mendes teria evitado um escândalo em ocasiões passadas, envolvendo figuras ligadas ao ministro indicado no governo petista.

O que mais se estranha na opinião de muitos internautas, é que Toffoli sempre foi favorável a chamada Presunção de Inocência, e agora de repente, resolve trair a pátria, rasgando a Constituição à exemplo de Cármen Lúcia, Edson Fachina, Barroso, Luiz Fux e Alexandre de Moraes.

Com voto de Toffoli fica demonstrado que o STF é louco pela elite, e reforça uma frase do saudoso Senador Antonio Marques da Silva Mariz do PMDB da Paraíba: “O Supremo Tribunal Federal é um tribunal elitista, onde pobre sempre sai perdendo.”

Gil Silva da Redação do Portal Click Política

você pode gostar também Mais do autor