DODGE NADA FAZ! Impune, Aécio se diz vítima de “armadilha” mesmo flagrado em grampo pedindo propina

Em sua primeira entrevista após anunciar que disputará uma vaga na Câmara dos Deputados, o senador Aécio Neves (PSDB) voltou a afirmar, nesta sexta-feira, que é “vítima de uma armadilha política”, sem apontar nomes, “daqueles que não queriam a ascensão de Minas ao governo federal’.

Áudio vazado no ano passado, revela Aécio pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista, um dos donos da JBS. O senador nega ilegalidade no pedido, alegando tratar-se de um empréstimo para pagamento de advogados.

Relacionadas

Aécio também negou, em entrevista à Radio Itataiaia, que disputará um mandato de deputado para obter foro privilegiado. “O foro acabou, isso é uma declaração de quem desconhece a nossa legislação. Não existe mais foro para ninguém”, reagiu o senador.

Em maio passado o Supremo Tribunal Federal (STF) restringiu o foro privilegiado para deputados federais e senadores. Os ministros definiram que os parlamentares só podem responder a um processo na Corte do STF se as infrações penais ocorreram em razão da função e cometidas durante o mandato.

EM.COM.BR

você pode gostar também Mais do autor