E AÍ MIRIAM LEITÃO? Popularidade de Macri encosta na de Temer

DA FOLHA:

Cinco pesquisas publicadas durante o fim de semana e nesta segunda-feira (30) mostram que aumentou a queda de popularidade do presidente argentino Mauricio Macri e diminui a confiança na melhoriado desempenho econômico do país.

Relacionadas

As principais razões para o aumento da impopularidade são a inflação, a desvalorização do peso em mais de 40% nos últimos meses e a desaprovação crescente de algumas lideranças regionais da aliança governista, a Cambiemos.

O desgaste teve início com a aprovação da reforma da previdência, em dezembro. Até ali, Macri tinha entre 55% e 58% de aprovação nacional. Atualmente, os principais institutos de pesquisa o colocam com entre 22% e 35%.

Segundo a Raúl Aragón & Associados, a imagem positiva do presidente é de 31%. E, numa possível disputa eleitoral com a ex-mandatária Cristina Kirchner no pleito presidencial do ano que vem, estaria tecnicamente empatado, pois esta teria 30% das intenções de voto.

você pode gostar também Mais do autor