ESCULHAMBAÇÃO: MINISTRO DO TSE QUE ESPANCOU A MULHER DIZ QUE LULA NÃO PODE SER CANDIDATO

A Postagem Blogs – Blog do Carlos Henrique: A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou o ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Admar Gonzaga Neto pelo crime de lesão corporal contra a sua mulher, Élida Souza Matos.

Esse mesmo sujeito está agora bradando que o TSE não tem que se subordinar ao STF que disse, através de Cármen Lúcia, que o TSE não pode agir por ofício, e que a candidatura de Lula pode sim ser registrada.

O fato é que isso mostra o baixo-nível do nosso judiciário.

O sujeito é ministro do STE, bate no peito como galo de briga que não vai aceitar a inscrição de Lula e, ao mesmo tempo, foi denunciado pela Procuradoria Geral da República de espancamento a sua própria esposa.

Segundo a UOL, o caso denunciado pela PGR teria ocorrido em junho de 2017. Em seu depoimento à Polícia Civil do Distrito Federal, Élida contou que, durante uma discussão, o ministro despejou enxaguante bucal em seu corpo e que empurrou seu rosto com as duas mãos.

Relacionadas

Além disso, disse que o ministro a agrediu verbalmente xingando-a de “prostituta”, “vagabunda”, “escrota” e que dizendo que sua mulher não “vale” o que ele “representa”. Ainda em seu depoimento, Élida afirmou que o ministro disse que ela “não serve nem para pano de chão”

Élida disse que, além das agressões físicas e verbais, ainda sofreria “pressão psicológica”, pois, como é dona de casa e depende financeiramente de Gonzaga, ele a “subjuga, valendo-se do seu status de ministro do TSE”.

Um camarada desse tem condição de ser ministro do STE?

Bom, num país em que Moro enfeita a cara de herói nacional para o seriado da Globo, chamado Lava Jato, sendo homenageado ao lado da presidente do Supremo no Bahamas, nada assusta mais ninguém dentro dessa casta de togados bancados a peso de ouro pelo suor do povo.

Conteúdo: A Postagem.

você pode gostar também Mais do autor