ESCULHAMBAÇÃO: Temer promove irmão de relator do processo do ‘decreto dos portos’ no TCU

Prestes a ver o chamado Decreto dos Portos ir a julgamento pelo Tribunal de Contas da União (TCU) pela suspeita de irregularidades que beneficiaram empresas do setor portuário, Michel Temer promoveu o irmão do relator no processo, ministro Bruno Dantas, ao cargo de adido auxiliar da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) em Buenos Aires, na Argentina. A nomeação promovendo Hugo Dantas Silva Nascimento, foi assinada por Temer e pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Sérgio Etchegoyen, e publicada no Diário Oficial da União no último dia 18.

De acordo com o Congresso em Foco, Etchegoyen teria ligado para a direção da ABIN e exigindo a promoção de Nascimento alegando que a indicação era uma demanda do próprio Temer. A exigência gerou críticas internas, uma vez que este tipo de promoção e vista como uma premiação para servidores pestes a se aposentarem. Nascimento, porém, integra os quadros da Abin há somente dez anos.

Relacionadas

Por meio de nota, o ministro do TCU Hugo Danas afirmou que “não comenta a carreira de servidores públicos concursados” que neste caso, é o seu irmão. Dantas afirma, ainda, que o processo sobre o Decreto do Portos teve “condução rigorosa” e que “o veto desde janeiro de 2018 a prorrogações de contratos por até 70 anos – o ponto central do decreto – falam por si

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

você pode gostar também Mais do autor