Jornalista da Globo faz “coisa de branco” na internet, apanha e não perde a pose

0

O jornalista Guga Chacra associou o desenvolvimento das cidades do interior do Estado ao trabalho dos “imigrantes e bandeirantes”. O professor Douglas Belchior, militante Uneafro-Brasil e colunista da Carta Capital, reagiu na hora: “Mais um jornalista global fazendo “coisa de branco”! O racismo transborda nas palavras de @gugachacra, com a naturalidade que lhes é peculiar. É a cara da elite e da grande imprensa brasileira.”

Guga não se deu por vencido e revelou um pouco do seu perfil sócio-econômico a partir da escolha do esporte que pratica:

“Sites de esquerda me chamam de direitista. Sites de direita dizem que sou esquerdista. Devo ser ambidestro. E era no polo aquático. Por treinamento. Jogava com a direita. Mas tive uma tendinite e treinei a esquerda. Deu certo. Saudades dos anos 1990, do clube, dos amigos.”

O professor Douglas procurou ser didático:

“O rapaz parece insensível, como todo racista, ao fato de que toda a riqueza e beleza que elogia fora acumulada e construída pelas mãos e sobre o sangue negro e indígena.”

Por fim, Guga Chacra rejeitou a pecha de racista e contou que sua intenção foi apenas elogiar o pai.

“E poderia ter criticado a minha construção. Mas chamar de racista? Por que não escrever “Guga, acho que a forma como vc escreveu pode ser mal interpretada”. Seria mais elegante. Minha intenção foi apenas elogiar o interior, terra do meu pai.”

Guga Chacra se perdeu.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.