Gilmar diz em entrevista que só mandará ouvir Lula se o mesmo ainda estiver preso; SAIBA!

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, jurou de pés juntos que não pretende fazer uma visita especial ao ex-presidente Lula, em Curitiba, onde está preso desde 7 de abril.

Mendes pilota um projeto sobre os 30 anos da Constituição Federal que prevê entrevistas com ex-presidentes da República.

“No caso de chegar a hora de ouvir Lula, se ele ainda estiver preso, alguém irá até lá para conversar com ele”, desconversou o ministro durante entrevista à Rádio Guaíba, de Porto Alegre.

Relacionadas

Se a Segunda Turma do STF mandar soltar Lula até sexta-feira, dia 10, Gilmar Mendes realmente não precisará ir até a capital paranaense para entrevistar o petista.

A Segunda Turma, composta por cinco ministros, conclui nesta quinta (9) julgamento virtual sigiloso de um recurso do ex-presidente que pede a declaração da ilegalidade na antecipação da pena derivada de uma condenação sem provas.

Portal Click Política

você pode gostar também Mais do autor