Gleisi: “Prefeito de Porecatu se elegeu preso e cumpriu o mandato”

A presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, ao reafirmar em Curitiba que Lula será candidato ‘preso’ ou ‘solto’, recordou nesta quinta (17) que no Paraná o prefeito de Porecatu foi eleito mesmo estando preso — e assumiu o cargo.

Ao término da visita do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, a porta-voz oficial do ex-presidente declinou a jurisprudência segunda a qual permitiu 145 candidatos a prefeito presos no país concorrer às eleições municipais, eleitos, eles assumiram os cargos.

“Em Porecatu, o prefeito concorreu preso e venceu eleição”, puxou pela memória Gleisi, ao dizer que Lula é candidato mesmo mantido preso político na Polícia Federal do Paraná.

Relacionadas

A dirigente petista se referiu ao prefeito eleito, Walter Tenan (PSDB), que, mesmo preso, venceu as eleições de 2008 com 31,52% dos votos. Em 2012, o tucano foi reeleito para o cargo.

O tucano foi eleito depois de passar mais de um mês na cadeia acusado receptação de contrabando.

O município de Porecatu, Norte do Paraná, na região metropolitana de Londrina, possui 14 mil habitantes e fica a 485 km da capital paranaense.

CLICK POLÍTICA com informações de Esmael Morais

você pode gostar também Mais do autor