GLOBO ABANDONA CAMINHONEIROS E ALIMENTA O GOLPE: Jornal Nacional faz o maior terrorismo na luta dos trabalhadores da estrada; SAIBA!

Usando o seu principal noticiário televisivo, como arma escancarada do golpe, a Rede Globo transformou seu Jornal Nacional desta sexta-feira (25), em um verdadeiro terrorismo na tentativa de denegrir a imagem dos trabalhadores das estradas, que não suportando mais a drástica exploração das distribuidoras de combustíveis com preços exagerados, pedem socorro às autoridades governamentais, usando como método único, a greve geral da categoria.

Os apresentadores e repórteres do Jornal Nacional, trataram de dedicar a maior parte do noticiário, para abordar o lado negativo da greve, como se os caminhoneiros fossem verdadeiros vândalos, em uma tentativa clara de jogar algumas pessoas da população contra o ato que continua acontecendo em todo o Brasil.

O Jornal Nacional, ouviu o presidente da República Michel Temer, discursando em tom de ameaça, além de integrantes das Forças Armadas, ministro de estado, entre outros, que faziam duras ameaças aos caminhoneiros que insistissem na paralisação.

Relacionadas

A Globo demonstrou claramente mais uma vez, que está tão somente, lutando pelos seus próprios interesses. Já que no governo Dilma, a emissora do grupo Marinho, deu a maior cobertura na greve deflagrada a época e até em certos momentos, assegurava que a paralisação era justa, pois a classe encontrava naquele acontecimento, uma única chance de reclamar contra o aumento dos combustíveis, que na época era de 2,70 e hoje no governo Temer chegou a 7 reais.

Até parece que a toda “poderosa”, garantiu ao golpe que durante o decorrer do JN o quadro seria revertido, mas até o fim do mesmo, a greve continuava em força máxima, ou seja, os bravos caminhoneiros não abriram e continuaram firmes e fortes.

A Globo demonstra claramente que persegue de acordo com os seus interesses sempre e pouco liga para os problemas dos brasileiros, principalmente da classe trabalhadora e não hesita em demonstrar suas contradições: Quando foi contra o governo Dilma, os caminhoneiros eram simplesmente os homens decentes, agora no golpe, não passam de perturbadores da ordem pública.

Redação do Portal Click Política

você pode gostar também Mais do autor