GOLPE SE MOVIMENTA: Lava Jato quer inviabilizar qualquer candidatura do PT.

Quem será o candidato do PT, caso Lula não consiga? Não por acaso, nada se fala sobre qualquer nome em substituição ao nome do ex-presidente. As operações da Lava Jato tem evidenciado que a não divulgação de qualquer nome, é uma estratégia de defesa, já que até Fernando Haddad sofre processo de caixa dois, na campanha de 2012 e deve deixá-lo inelegível por oito anos.

Já a operação de hoje, em Salvador, foi realizada na residência do ex-governador Jaques Wagner, pela operação cartão vermelho, relativa à demolição para a construção da Arena Fonte Nova. O próprio nome da operação, já demonstra se tratar de uma ação de marketing. Cartão Vermelho, além de ser alusão ao futebol, é uma alusão ao PT, já que o objetivo não é o estado e seus problemas e irregularidades mas, o Partido dos Trabalhadores. De fato, a Polícia Federal, o Ministério Público e a Justiça, se traem nos nomes das operações.

Relacionadas

Do outro lado das operações, está a defesa do ex-presidente Lula, cujo qualquer defensor que esteja contra o golpe do judiciário, é alvo de operações arbitrárias. Para isso, basta citar a operação na Fecomércio, que entrega à mídia, o escritório que defende Lula no TRF-4.

Nesse cenário insólito, em que a democracia vai ruindo lentamente, a estratégia de não divulgar qualquer substituto à candidatura do ex-presidente Lula, se justifica sem maiores necessidades de explicações. Talvez, o substituto nem seja do PT.

Click Política com A Postagem

você pode gostar também Mais do autor