Governador da PB afirma que Brasil só piorou depois do impeachment: “Perdeu-se o comando”

Em seu programa estadual de rádio, “Fala, Governador” nesta segunda-feira, 28, o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) fez duríssimas críticas ao governo de Michel Temer (MDB) e disse que a situação do Brasil ficou muito pior depois do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT): “O Brasil de desarranjou. O País perdeu o comando e a governança. E porque tudo isso começou? Porque forças e interesses que nem todos estão no país, mas no mundo, agiram deliberadamente para semear a instabilidade no Brasil. Em 2013, as manifestações não tinham uma liderança e era muito estranho reunir milhões de pessoas e não ter quem falasse por elas. Até hoje isso não foi explicado, mas um dia será. Isso aconteceu em vários país, mas naquele momento era por causa de 20 centavos nas passagens, o que não era atribuição do governo federal, mas dos municípios. Mesmo assim, botaram no colo da presidente da República e o povo caiu nessa. Achou que o País ia muito mal, mas hoje haverá de reconhecer que só fez piorar. O Brasil emburacou numa que não tem mais retorno. Quebraram o rito democrático e abriram as portas para todas essas mazelas que estão presentes”, disse ele.

Relacionadas

O socialista disse que lhe causa urticária as expressões de autoritarismo de quem tenta resolver as questões do País fora da democracia: “Se o governo não é bom, ele tem que ser trocado pelo povo. Mas, fizeram o que fizeram para mudar a agenda econômica do País e aprovar uma renúncia fiscal de um trilhão para as empresas de petróleo estrangeiras explorarem o pré-sal. Não era mais a Petrobras, mas abriram o país para quem vem de fora explorar o pré-sal e a gente comprar fora o óleo diesel refinado e a gasolina”, desabafou Ricardo.

você pode gostar também Mais do autor