GOZANDO NA CARA DO POVO! Moro diz que é bom o ‘auxilio-moradia’, ‘Compensa porque a gente não tem aumento’

O juiz federal Sérgio Moro tentou justificar nesta sexta-feira, 2, a informação de que recebe R$ 4.378 de auxílio-moradia, mesmo sendo proprietário de um apartamento em Curitiba.

“O auxílio-moradia é pago indistintamente a todos os magistrados e, embora discutível, compensa a falta de reajuste dos vencimentos desde 1 de janeiro de 2015 e que, pela lei, deveriam ser anualmente reajustados”, afirmou Moro, confirmando as críticas de que o auxílio-moradia é na verdade salário disfarçado.

Como dono de imóvel na capital paranaense, Moro fez uso de decisão liminar de setembro de 2014, do ministro Luiz Fux para passar a receber auxílio-moradia. Moro começou a receber o auxílio-moradia em outubro de 2014. Acrescentado o auxílio-alimentação de R$ 884, as indenizações totalizam R$ 5.262 por mês.

Relacionadas

Com salário-base de R$ 28.948, sua remuneração bruta chega a R$ 34.210, se somados os benefícios —acima do teto, portanto.

Assim com o juiz Marcelo Bretas, que, junto com a esposa, também juíza, acumula dois auxílios-moradia mesmo tendo casa própria, Moro tem sido alvo de críticas pela “imoralidade” do benefício.

O deputado Carlos Zarattini (SP) pediu ao procurador Deltan Dallagnol que investigue a compra do imóvel pelo magistrado. De acordo com o parlamentar, Moro declarou abaixo seu apartamento do valor de mercado. “Moro comprou um ap de 256m2 pelo preço de um Minha Casa Minha Vida faixa 2. Vamos investigar Dallagnol???”, questionou; em junho de 2002, o juiz federal do TRF-4 Márcio Antonio Rocha vendeu o apartamento para Moro por R$ 173 mil

brasil247

você pode gostar também Mais do autor