HIPOCRISIA! Sérgio Moro, que recebe auxílio-moradia, agora quer punir Lula pelo pedalinho

POR ESMAEL MORAIS

O juiz Sérgio Moro, da lava jato, é chamado nas internas pelo PT como “Chulé” — por não largar do pé de Lula. Depois de condenar o petista no caso do tríplex, cuja proprietária é a OAS, agora o magistrado do auxílio-moradia quer punir o ex-presidente no caso dos pedalinhos de Dona Marisa Letícia, que faleceu há um ano.

Os “criminosos” pedalinhos de Dona Marisa, que Deus a tenha, custaram juntos menos que os auxílios-moradia do casal Bretas, da lava jato no Rio, qual seja, R$ 5 mil, ou equivalente a um auxílio-moradia de Sérgio Moro.

Diferente do tríplex do Guarujá, a força-tarefa da lava jato não atribui a Lula o sítio de Atibaia (SP). Nessa bronca, a conversa é que o ex-presidente obteve “valores oriundos do esquema criminoso, por intermédio da realização de investimentos dissimulados em benfeitorias” na propriedade rural.

O caso do sítio de Atibaia, que não é de Lula, como o próprio Ministério Público Federal reconhece, é mais uma etapa do lawfare (perseguição jurídica) para tirar o petista da disputa presidencial deste ano. Essa ação penal envolve ainda a Odebrecht.

O consórcio jurídico-midiático-financeiro tem disseminado nas últimas horas a fake news (notícia falsa) segunda qual Lula pode refugiar-se numa embaixada sul-americana, em Brasília, na condição de asilado político. A verdade é que o conluio golpista que pretende exilar o ex-presidente.

Relacionadas

Em março de 2016, o Instituto Lula deu a seguinte resposta ao Globo acerca dos dois pedalinhos em Atibaia:

***

Não, não vamos soltar nota sobre pedalinhos com os nomes dos netos do ex-presidente. Já explicamos várias vezes que o ex-presidente e dona Marisa frequentam o sítio, que é de propriedade de amigos da família. Os proprietários do sítio constam na escritura e não são empresas offshore no Panamá.

Aguardamos que a brava reportagem de O Globo que persegue pedalinhos de crianças investigue quem seria o real proprietário da mansão construída em área de proteção ambiental na praia Santa Rita, em Paraty. Haverá alguma nota ou reportagem do Globo sobre essa polêmica propriedade?

Relembrando que consideramos a nossa troca de mensagens com repórteres material de interesse público e histórico, que podemos divulgar de acordo com nossos critérios.

Atenciosamente,
Instituto Lula

você pode gostar também Mais do autor