Intervenção no Rio: Temer deu a mão, os militares agora querem o braço

Michel Temer pode perder o controle da ditadura que ele ajudou a criar. Primeiro ele deu a mão, ao decretar a intervenção militar no Rio de Janeiro, agora os militares querem o braço inteiro, ao exigirem poder absoluto para realizar buscas e prisões coletivas nos morros cariocas.

Na prática, o Estado escolheu como inimigo os pobres e negros das favelas do Rio. São eles os alvos preferenciais da “Operação Denorex” [que ‘parece intervenção militar, mas não é’, segundo a Globo] das Forças Armadas.

Relacionadas

Na manhã desta segunda (19), os conselhos da República e da Defesa aprovaram a intervenção militar decretada por Temer. Daqui a pouco, a partir das 19 horas, será a vez da Câmara apreciar a medida.

Resumo da ópera: Temer ficou refém dos militares que reivindicam poder absoluto; ele terá de ceder sob pena de ser acusado de atrapalhar a “Operação Denorex” — aquela que ‘parece intervenção militar, mas não é’, segundo a Globo.

Esmael Morais

você pode gostar também Mais do autor