JUDICIÁRIO VIRA ESCULHAMBAÇÃO: Paulo Preto “solto por Gilmar” não comparece a audiência; SAIBA!

A procuradora Adriana Scordamaglia apresentou novo pedido de prisão preventiva contra Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto. Ela fez o pedido depois de constatar que o operador do PSDB, solto na semana passada pelo ministro Gilmar Mendes, não apareceria em uma audiência do processo realizada nesta segunda-feira 14, na 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo.

A notícia foi publicada pela colunista Mônica Bergamo, na Folha. “Deixar passar em branco tal desídia significa desacreditar que a Justiça de primeiro grau tem extremado valor para todo o sistema jurídico brasileiro”, afirmou. A procuradora disse ainda que a detenção é necessária para a “garantia da instrução processual” e da ordem pública.

Relacionadas

De acordo com a defesa de Paulo Preto, ele não compareceu “ao presente ato” porque o STF determinou que a juíza Maria Isabel do Prado não iniciasse a instrução processual antes de conhecer os argumentos da defesa que pedem a absolvição sumária do acusado. O operador do PSDB não desobedeceu “qualquer decisão desse ilustre juízo”, portanto, de acordo com seus advogados.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

você pode gostar também Mais do autor