Lula lança sua candidatura amanhã em BH; SAIBA!

Enquanto Temer fragiliza os pilares democráticos com a intervenção militar no Rio, tentando viabilizar-se como candidato à reeleição, o ex-presidente Lula desafia a perseguição e os planos golpistas lançando sua pré-candidatura a presidente nesta quarta-feira, 21, em Belo Horizonte. Este ato, no estado mais importante governado pelo PT, será o primeiro de uma série programada para as próximas semanas. Em 18 de março Lula começa uma nova caravana, agora pelos estados do Sul, que incluirão um encontro com o ex-presidente uruguaio Pepe Mujica em Porto Alegre. A ex-presidente argentina Cristina Kirchner também poderá encontrá-lo em alguma cidade da fronteira.

O ato de Belo Horizonte, que terá como principais anfitriões o governador Fernando Pimentel e o ex-ministro Patrus Ananias, acontecerá na Expominas, devendo contar com a participação de 5 mil pessoas. Originalmente marcado para o dia 7 passado, foi adiado por conta do carnaval. Antes, Lula participará de dois eventos na região metropolitana. Visitará a Casa de Saúde Santa Isabel, antiga Colônia Isabel, um antigo centro de tratamento da hanseníase. O drama dos portadores desta doença, que no passado foram confinados, apartados de suas famílias e da sociedade, sempre comoveu o ex-presidente, que já visitou outros centros como o Santa Isabel. Em Rio Branco (AC), na Colônia Souza Araújo, muitas fotos da visita feita por Lula, quando ainda era presidente, continuam penduradas nas paredes. Ali vivem 40 ex-doentes que, embora curados, não tiveram quem os recebesse. Além do preconceito contra a doença, muitos sofreram mutilações severas que os incapacitaram para o trabalho. Alguns foram rejeitados pelas famílias, outros perderam completamente o contato com elas desde que foram internados, quando crianças ou jovens adultados.

Relacionadas

Outro programa paralelo de Lula em Belo Horizonte será a visita a um acampamento do MST, em terras eu pertenceriam ao empresário Eike Batista.

Na frente jurídica, sua defesa continua aguardando que a presidente do STF, Cármem Lúcia, marque a data de apreciação, pelo plenário, do pedido de Habeas Corpus preventivo de Lula, contra uma eventual prisão a ser determinada pelo TRF-4, após o julgamento de seus recursos.

TEREZA CRUVINEL

você pode gostar também Mais do autor