MAIS CANALHICE! Temer vai vender ministérios em troca de apoio eleitoral

Michel Temer vai vincular as trocas na reforma ministerial, em março, ao projeto eleitoral do Planalto e do MDB, seu partido. As legendas que hoje têm cadeira na Esplanada só poderão indicar substitutos caso se comprometam a apoiar o candidato defendido por Temer – ele próprio ou outro do mesmo grupo político.

Segundo pelo menos duas pessoas que estiveram com Temer nos últimos dias, o emedebista não quer que as pastas sejam comandadas por secretários executivos, como gostariam muitos dos atuais titulares, apenas para atender aos ministros que sairão para disputar o pleito. Temer avisou que gostaria de ter “nomes de peso” para dar credibilidade ao seu governo. Exige, porém, que os novos titulares das pastas estejam alinhados ao projeto do Planalto para a sucessão de Temer. Nas palavras de um emedebista próximo, não pode ser “cada um por si”.

Relacionadas

Investida é tentativa de conter debandada da base diante de outras candidaturas mais viáveis segundo as pesquisas de intenção de voto.

As informações são de reportagem de na Igor Gadelha e Carla Araújo no Estado de S.Paulo.

você pode gostar também Mais do autor