MINEIRINHO EM DESESPERO! Dodge “pisa” em Aécio que já não tem serventia; SAIBA!

0

De Luiz Vassallo no blog de Fausto Macedo do Estadão.

Ao reiterar pedido para que ponha o senador Aécio Neves no banco dos réus pelos R$ 2 milhões da JBS, a procuradora-geral da República contestou com veemência as alegações da defesa do tucano sobre os motivos que o levaram a indicar seu primo Frederico Pacheco a buscar uma mala recheada de dinheiro com o delator Ricardo Saud. Para a chefe do Ministério Público Federal, a versão de que a transação era apenas um empréstimo desafia a ‘lógica’.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, voltou a pedir que o Supremo Tribunal Federal (STF) receba integralmente a denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e outras três pessoas. O posicionamento da Procuradoria-Geral da República (PGR) consta em um memorial enviado aos ministros da Corte nesta segunda-feira.

Para Raquel, ‘desafia a lógica e o bom senso e qualquer noção de normalidade imaginar que Joesley Batista concederia empréstimo de 2 milhões de reais a Aécio Neves sem documentá-lo de alguma forma”.

“Daí se conclui que, na prática, tal empréstimo consistiu em entrega de vantagem indevida – a qual, como narra a denúncia, ocorreu com a expectativa de que o Senador, no futuro, “conseguisse cargos públicos” para indicados por Joesley Batista. Tal entrega, portanto, não resultou de filantropia de Joesley”, anotou.

(…)

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.