Movimento feminista repudia tratamento de Boechat a Dilma

O “Movimento Feminismo Pluralismo e Democracia” repudiou de “forma veemente os comentários irônicos, desrespeitosos, misóginos e ofensivos para todas as mulheres brasileiras proferidos pelo jornalista Ricardo Boechat”.

O grupo relembra que o jornalista, ao abordar na Band News a situação do ex-Presidente Lula, que encontra-se na prisão sem receber visitas. “Porque a Dilma não visitou o Lula,…e por que a Dilma tem ?… A Dilma é a esposa do Lula? São os tais encontros íntimos a que os presos têm direito? Daqui a pouco vão querer mandar caviar, salmão defumado pra cela do Lula, e a Dilma de biquíni…”, afirmou Boechat.

Relacionadas

De acordo com o movimento, “essa forma de se referir à Presidenta Dilma Rousseff, legitimamente eleita pelo povo brasileiro, não pode ser tolerada! Esse cidadão agindo como agiu, desonra sobremaneira a digna classe dos Jornalistas”. “Não se pode tolerar comportamento desse tipo, partindo de quem tem deveres a cumprir, muito bem expressos no Código de Ética de sua profissão, onde claramente consta, no art. 12, o dever de : ‘ – Tratar com respeito todas as pessoas mencionadas na informação que divulgar'”.

“O Movimento apresenta sua irrestrita solidariedade à Presidenta Dilma Rousseff e a todas mulheres Brasileiras, que foram ofendidas e desrespeitadas com a atitude irresponsável, machista e antiética do mencionado cidadão, o que exige resposta imediata da emissora, sob pena de conivência”.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

você pode gostar também Mais do autor