Para tucanos, revelação de Serraglio complica Aécio: ‘politicamente acabou’

Tucanos avaliam que a situação do senador Aécio Neves (PSDB-MG) está complicada, após o ex-ministro Osmar Serraglio (PP-PR) relatar interferência do tucano na Operação Lava-Jato com a nomeação de um delegado na Polícia Federal. Serraglio confirmou à coluna Poder em Jogo a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador.

De acordo com um dos dirigentes do PSDB, a revelação serve apenas para reafirmar que politicamente a situação de Aécio está liquidada. O correligionário de Aécio avalia que o parlamentar não tem mais a mínima condição de se candidatar a cargo algum nas eleições deste ano.

“O assunto Aécio está encerrado, ele não vai ser candidato. É chutar cachorro morto. Politicamente acabou, ele está fora. Vai ficar aí se defendendo. Tá fora do jogo. Chance zero para ele”, disse. Os relatos foram publicados no Globo.

Relacionadas

“Acho muito difícil a situação política dele. Está praticamente impossível para ele, e tende a piorar”, concorda um mineiro do PMDB.

Em nota assinada pelo advogado Alberto Zacharias Toro, Aécio negou a acusação de Serraglio. O tucano ter tido conversas “no sentido de mostrar seu inconformismo com inquéritos abertos sem qualquer base fática, em especial, com a demora em serem concluídos, levando a um inevitável desgaste”.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

você pode gostar também Mais do autor