PERSEGUIDA: Denúncia contra mim saiu dos subterrâneos da Lava Jato, acusa Gleisi

Por Julinho Bittencourt da Revista Fórum

A senadora Gleisi Hoffmann soltou nota na noite desta terça-feira (12) comentando a decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) de julgar, na próxima terça-feira (19), a ação penal em que “fui injustamente denunciada, sem qualquer prova ou indício de crime”.

Para ela, “trata-se de acusação forjada nos subterrâneos da Lava Jato, onde criminosos condenados negociam benefícios penais e financeiros em troca de delações mentirosas, que servem à perseguição política contra o PT e os nossos dirigentes”, escreveu.

Leia a nota na íntegra abaixo:

Relacionadas

“Recebi com serenidade a notícia de que a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar, na próxima terça-feira (19), a ação penal em que fui injustamente denunciada, sem qualquer prova ou indício de crime.

Trata-se de acusação forjada nos subterrâneos da Lava Jato, onde criminosos condenados negociam benefícios penais e financeiros em troca de delações mentirosas, que servem à perseguição política contra o PT e os nossos dirigentes.

No meu caso, a cada falsidade desmascarada durante o processo, os criminosos foram mudando seus depoimentos e mentindo cada vez mais. É escandaloso que a Procuradoria Geral da República (PGR) tenha oferecido denúncia contra mim em vez de punir os que são acobertados pela Lava Jato.

Há quatro anos, aguardo o desfecho dessa trama. Nada vai apagar o sofrimento causado a mim e a minha família, os danos a minha imagem pessoal e política, mas vejo com alívio o dia em que a Justiça terá a oportunidade de me absolver e restaurar a verdade.”

Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR)

você pode gostar também Mais do autor