Vexame: governo tenta comprar apoio de usuários de rede social e é rechaçado

Do Poder360:

Pelo menos 3 usuários do LinkedIn que possuem 1 número alto de seguidores disseram ter sido procurados pelo governo nos últimos dias para defender a reforma da Previdência. Flavia Gamonar (673 mil seguidores), Murillo Leal (255 mil seguidores) e Matheus de Souza (86 mil seguidores) relatam ter declinado a proposta.

Relacionadas

Professora de pós-graduação da Universidade Estadual Paulista, Flavia afirmou na rede social que ela poderia “cobrar o que quisesse” que o governo bancaria. “Há valores que compram carros e viagens incríveis, mas nenhum paga o compromisso com quem você é e o que acredita, com dormir com a consciência tranquila”, escreveu.

“Não me sinto confortável em falar de um assunto que não domino, nem em receber dinheiro público para isso”, disse Flavia ao Poder360. Ela ressaltou que a abordagem do governo foi “natural”.

“Eu só trouxe isso a público porque, óbvio, estamos falando de dinheiro público. Então quis mostrar para quem me acompanha essa questão de valores (não financeiros)”, disse Souza ao Poder360.

você pode gostar também Mais do autor