Xico Sá critica decisão sobre Paulo Preto: ‘tucanos são inimputáveis’

O jornalista Xico Sá criticou a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, que, nesta sexta-feira (11), mandou soltar o ex-diretor da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, operador do PSDB.

“Deixem os tucanos em paz, eles nasceram inimputáveis e assim seguirão. É coisa da natureza. Não se altera um ecossistema assim do dia para a noite”, escreveu o jornalista em sua conta no Twitter.

Relacionadas

De acordo com autoridades suíças, Paulo Preto mantinha o equivalente a R$ 113 milhões em contas fora do Brasil, e o dinheiro recebido por ele é ligado principalmente ao ex-governador José Serra.

A Operação Lava Jato denunciou o operador do PSDB, em março, por desvio de R$ 7,7 milhões, entre 2009 e 2011. A verba era destinado ao realojamento de famílias desalojadas pela Dersa para a construção do Rodoanel, realizada na gestão do tucano José Serra (2007-2010).

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

você pode gostar também Mais do autor